Charles Gavin

09 de julho de 2014, por Editorial
Hoje trabalhando como apresentador de televisão, o baterista Charles de Souza Gavin, mais conhecido no grupo Titãs, nasceu dia 9 de julho de 1960, em São Paulo (SP). Em 1968, encantou-se pela percussão com colegas da escola que participaram do desfile em comemoração à Independência do Brasil. 

Aos 15 anos, se reunia com vizinhos para batucar nas semanas que antecedem o carnaval, mas na época começou ouvir Led Zeppelin, Black Sabbath e Emerson, Lake & Palmer, e decidiu ser baterista. Só aos 19 anos, em 1979, convenceu seu pai a comprar a primeira bateria, com a condição de manter os estudos. 

Em 1982, entrou na faculdade de Administração, e paralelamente operava computadores em uma fábrica. Foi em suas poucas horas de folga, tocando compulsivamente sua bateria até estrear na banda Zero Hora. Tocou nos grupos Santa Gang, Zona Franca e Jetsons, este último com Branco Mello e Ciro Pessoa, com quem viria a tocar nos Titãs. 

Tocou no Ira! de 1982 a 1984, e passou a fazer shows no circuito alternativo paulistano, chamando a atenção dos Titãs. Durante um breve período, foi um dos fundadores do RPM, até ser convidado para entrar no lugar de André Jung, nos Titãs. Gravou dezesseis discos e cinco DVDs entre 1985 e 2010, e em fevereiro deixou a banda por motivos pessoais.

Fora dos palcos, é colecionador de discos raros em vinil, e desde 1999 investe no relançamento de discos fora de catálogo, de artistas como Tom Zé, Lady Zu e Novos Baianos. É produtor de álbuns desde o fim dos anos 80, e produziu o primeiro álbum do grupo pernambucano Mundo Livre S/A, lançado em 1995. 

Ele também apresenta na televisão, desde 2007, o programa O Som do Vinil no Canal Brasil. Em 2008, lançou o livro 300 Discos Importantes da Música Brasileira. E em 2011, se juntou a Toni Platão, Dado Villa-Lobos e Dé Palmeira no supergrupo Panamericana.

Atualmente segue como apresentador e diretor do O Som do Vinil, investigando e resgatando histórias de álbuns clássicos da música nacional. Escreveu o roteiro e dirigiu um documentário sobre a história de uma gravadora independente.

Comentários

Veja também: Todas as biografias