Igor Cavalera

04 de setembro de 2014, por Rafael Ferraz
O baterista Igor Graziano Cavalera, ex-Sepultura ao lado do seu irmão mais velho Max Cavalera, nasceu dia 4 de Setembro de 1970 em Belo Horizonte, (MG). Igor começou a tocar bateria e percussão ainda jovem - quando o Sepultura foi formado, era o mais novo, com 13 anos. O dia 21 de Abril de 1984, marca a data que ele estreou em uma bateria profissional, emprestada de Helinho da banda Overdose, que tocaria naquela mesma noite.

Os primeiros álbuns do Sepultura apresentam linhas de bateria seguindo as tendências do Thrash Metal dos anos 80 - estilo que ele aperfeiçoou de 1988 a 1991 nos álbuns Beneath the Remains e Arise. Passou a ser mais admirado a partir de 1993, pelo estilo inovador no álbum Chaos A.D. com elementos tribais, o uso de pedal duplo e vários tons a exemplo da música 'Territory'. Mais tarde mostrou um nível ainda superior no álbum Roots de 1996, adicionando mais elementos tribais às músicas. 

Em 1995 firmou sociedade com seu padrinho de casamento e, então deputado estadual Alberto Hiar, o Turco Loco, criando a grife Cavalera. Mas ao contrário do que muitos pensam, a grife não pertence a Igor. Pertence a Hiar, que entrou com o capital para a efetivação do negócio. Palmeirense fanático, Igor gravou em 2003 o Hino do Palmeiras junto com Simoninha e Branco Mello, Vocalista dos Titãs.

Já em 2005, Igor gravou a batera do disco Gates of Metal Fried Chicken of Death da banda carioca Massacration, substituindo o baterista Jimmy, The Hammer, e também nos shows. Em janeiro do ano seguinte, Igor se afastou temporariamente do Sepultura,  substituído na turnê européia do disco Dante XXI, pelo baterista Roy Mayorga. Na sequência banda iniciaria a turnê sul-americana, mas Igor ainda estava fora do grupo.

No dia 13 de junho de 2006, o baterista Iggor anunciou sua saída definitiva do Sepultura, alegando incompatibilidades artísticas. Logo depois, em 17 de agosto de 2006, depois de 10 anos separados, Iggor e Max se reuniram no palco do décimo D-Low Memorial Show para tocar os clássicos do Sepultura, "Roots Bloody Roots" e "Attitude".

Fora dos palcos, Igor coleciona brinquedos e camisetas de times de futebol. Tem vários  hobbies, como jiu-jitsu, snowboarding, surfe e desenho artístico. É casado com Laima Leyton e tem quatro filhos: Christian Bass Cavalera (1996), Raissa Bass Cavalera (2000), Iccaro Bass Cavalera (2002) e Antonio Leyton Cavalera (2005) e seu  enteado Pedro Leyton Pereira (1997), todos nascidos no Brasil.

Atualmente Iggor e Max Cavalera seguem juntos na banda Cavalera Conspiracy - projeto inovador e pesado. Mais que um baterista de metal, Iggor se lançou como DJ e, agora participa com sua mulher Laima Leyton no projeto Mixhell. Em 2011 participou ainda da gravação de duas músicas do Novo CD de Rita Lee.

Se prepara para assinar a trilha sonora do longa "Desalmados", filme com direção de Armando Fonseca e Raphael Borghi. Em uma trama pós-apocalíptica, o elenco tem Fernando Pavão, Nico Puig, Luisa Micheletti, e o músico Canisso (Os Raimundos). O filme tem lançamento previsto para 2015. Igor segue com seus projetos Mixhell e Cavalera Conspiracy, é considerado mundialmente um dos melhores bateristas da história do metal. 

Comentários

Veja também: Todas as biografias