Paulinho da Costa

31 de maio de 2013, por Editorial
O carioca Paulo Roberto da Costa, ou Paulinho da Costa, nasceu em 31 de maio de 1948 no bairro do Irajá, na cidade maravilhosa. Na infância, chegou a integrar a ala jovem da bateria da Portela. Sempre estudando para crescer profissionalmente, e com uma viagem à Rússia no currículo quando tinha 15 anos, Paulinho foi visto por Sergio Mendes tocando em uma boate em 1972. No mesmo ano, o percussionista arrumava suas malas para Los Angeles, onde permaneceu até 1976 na banda de Mendes.

Em 1977, já com condições de ficar nos Estados Unidos, graças ao empresário Norman Granz (que Paulinho conheceu por meio do trompetista Dizzy Gillespie), Paulinho foi convidado por Quincy Jones para trabalhar na trilha sonora do filme “O Mágico Inesquecível”.

A partir de então, a versatilidade e dinamismo de Paulinho da Costa fizeram com que ele se tornasse um dos maiores percussionista do cinema, da TV e da publicidade americana. O filme de Steven Spielberg “A Cor Púrpura” tem Paulinho no elenco, onde aparece tocando em uma cena. Paulinho da Costa também participou da trilha sonora de filmes como “Dirty Dancing”, “Os Embalos de Sábado à Noite”, “Footloose”, “Hairspray”, “Indiana Jones” e Jurassic Park. Na TV, o músico esteve em séries como ER, Will & Grace e Cold Case, além de ter realizado a música do famoso comercial “Coca-Cola Orchestra”, em que várias garrafas e latas do refrigerantes são tocadas, formando um animado batuque.

Entre os famosos cantores com quem Paulinho já tocou, estão Eric Clapton, Michael Jackson, Quincy Jones, Rod Stewart, Herbie Hancock, Mary J. Blige, Diana Krall, Seal, Jon Bon Jovi, John Legend e David Foster.

Graças ao seu talento inigualável, Paulinho da Costa ganhou o prêmio da National Academy of Recording Arts and Sciences por três anos consecutivos.


Comentários

Veja também: Todas as biografias